Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Glossário de Termos

  • Acesso aberto à literatura científica revisada por pares significa a disponibilidade livre na internet, permitindo a qualquer usuário ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou referenciar o texto integral desses artigos, recolhê-los para indexação, introduzi-los como dados em software, ou usá-los para outro qualquer fim legal, sem barreiras financeiras, legais ou técnicas que não sejam inseparáveis ao próprio acesso a uma conexão à internet. As únicas restrições de reprodução ou distribuição e o único papel para o direito autoral neste domínio consistem em dar aos autores o controle sobre a integridade do seu trabalho e o direito de serem devidamente reconhecidos e citados.

  • Define como os dados serāo armazenados, consumidos, integrados e gerenciados pelas diferentes entidades de dados (e.g databases, data stores), sistemas de TI e aplicações.

  • Etapas que serão realizadas durante o processo de vida dos registros de dados de pesquisa, desde o seu planejamento até o seu arquivamento ou descarte, para garantir que eles possam ter o seu uso, reuso e compartilhamento otimizado e estendido.

  • São uma nova geração de especialistas analíticos que têm as habilidades técnicas para resolver problemas complexos – e a curiosidade de explorar os problemas que precisam ser resolvidos. Podem ser matemáticos, estatísticos, cientistas da computação e/ou analistas de tendências.

  • São dados publicados em um formato legível por máquina e sem restrição de licenças, patentes ou mecanismos de controle, de modo a estarem livremente disponíveis para serem utilizados e redistribuídos à vontade.

  • São os que não estão em domínio público, tais como informações sobre negócios, lucros, saúde, detalhes médicos e opiniões políticas, entregues em confiança ou quando duas partes concordam em mantê-los confidenciais, isto é, secretos.

  • São informações relacionadas a indivíduos vivos, que podem ser identificados a partir deles ou a partir da combinação com outras informações.

  • São informações sobre raça, origem étnica, opinião política, religião ou crenças similares, filiação sindical, doença física ou mental, vida sexual etc.

  • Conceito relacionado às novas práticas de compartilhamento da produção do conhecimento científico e uso de plataformas tecnológicas para a pesquisa colaborativa. Representa uma ciência atuante no uso de dados por meio de computação avançada.

  • É a capacidade de diversos sistemas (informatizados ou não) e conteúdos se comunicarem de forma transparente (ou o mais próximo disso) com outro sistema (semelhante ou não). Para um sistema ser considerado interoperável, é necessário que ele trabalhe com padrões abertos e/ou ontologias.

  • Documentação ou informação sobre a coleção de dados; pode estar incorporado aos dados ou existir separadamente; metadados podem descrever, por exemplo, a autoria, direitos de propriedade, propósitos, métodos, organização e condições de uso dos dados, informações técnicas dos dados e outras informações necessárias à compreensão dos dados.

  • Processo computacional que utiliza técnicas de análise e extração de dados em textos, frases e palavras. Os softwares buscam e recuperam a informação e reconhecem entidades, relações e ações, integrando-as de novas formas para gerar novos conhecimentos.  

  • Estrutura tecnológica e gerencial que permite que pesquisadores depositem seus dados de pesquisa para armazenamento e amplo acesso.

  • Processo pelo qual dados pessoais são alterados de maneira que o indivíduo (objeto de estudo) não possa ser identificado direta ou indiretamente. O Cidacs emprega técnicas de de-identificação como supressão e generalização.

  • É uma estratégia para uso de dados em grande volume em pesquisas. Trata-se de termo amplamente utilizado na atualidade para nomear grandes conjuntos de complexos que os aplicativos de processamento de dados tradicionais ainda não conseguem lidar. Por sua enorme extensão em termos de volume, mas também de suas características intrínsecas, velocidade e variedade, big data exige tecnologias e métodos analíticos específicos que podem gerar conhecimento por meio da integração e análise de dados.

  • Conceito amplo que abarca diversas práticas do fazer científico, desde o acesso aberto à literatura científica e aos dados abertos de pesquisa, passando pela ciência cidadã, recursos educacionais abertos, software e hardware abertos, entre outras. Faz referência a um modelo metodológico alinhado à filosofia da cultura digital, da colaboração e do compartilhamento das práticas e dos conteúdos científicos.

  • São ações voltadas para o gerenciamento de dados de pesquisa durante o seu ciclo de vida. Envolve manter, preservar e adicionar valor aos dados, mitigando os danos e riscos ao longo do seu ciclo de vida. Além disso, a curadoria digital deve reduzir as chances dos dados serem duplicados para garantir a acurácia da pesquisa.

  • São os que vêm diretamente dos instrumentos científicos ou coletados diretamente da fonte, sem sofrer qualquer manipulação ou processamento. São também chamados de dados crus ou dados primários.

  • Unidades de informação criadas ou coletadas no curso da pesquisa científica, que são frequentemente formatadas de maneira a torná-las adequadas à comunicação, à interpretação e ao processamento por computador. São exemplos de dados de pesquisa: planilhas de estatísticas, dados retirados de bases de dados públicas ou privadas, um registro sonoro de uma entrevista, um registro descritivo de um espécime de rocha, uma coleção de imagens digitais.

  • É o conjunto de dados disponibilizados para uma pesquisa, observação, após a extração e tratamento dessas informações.

  • É um identificador persistente, que é usualmente assinalado a itens digitais como um artigo de periódico ou uma coleção de dados, com o objetivo de identificá-los univocamente e dessa forma serem descobertos e citados.

  • Conjunto de práticas de gestão voltadas para o tratamento de dados de pesquisa durante o seu ciclo de vida; inclui todos os aspectos de manutenção, compartilhamento, segurança e preservação.

  • É a vinculação de dois registros que possam ser relacionados com a mesma entidade ou mesma pessoa. É geralmente aplicado para vincular registros de diferentes bases de dados em um único arquivo ou para associá-los a outros dados.

  • Processo computacional que utiliza técnicas de análise e extração de dados. Os conjuntos de dados são recuperados por softwares com sistema de busca, que reconhecem entidades, relações e ações, integrando-as de novas formas para gerar novos conhecimentos.

  • São os princípios que têm por objetivo tornar os dados de pesquisa, por intermédio de metadados, encontráveis, acessíveis, interoperáveis e reutilizáveis (findable, acessible, interoperable and reusabele), assegurando, dessa forma, uma boa gestão dos dados.

  • Uso dos dados para propósitos diferentes daquele pelo qual foram originalmente coletados. Geralmente são usados por outros pesquisadores que não os autores dos dados.

NewsletterNovidades Cidacs